Dica da Nutri

Como desenvolver uma rotina alimentar?

Por Ana Paula Marques

          As férias terminaram e as aulas já começaram. É hora de retomar a rotina alimentar.

Independentemente da idade, as crianças estão em constante processo de formação e desenvolvimento da personalidade. Embora todas tenham características próprias e únicas, durante esse processo ainda é possível contribuir para que tenham bons hábitos na vida adulta. Por isso, a construção de uma rotina é benéfica e pode ter impactos emocionais, sociais e afetar, até mesmo, a saúde.

       Crianças que vivenciam uma rotina saudável estão mais propensas a tornarem-se adultos responsáveis e cientes de suas obrigações e deveres. Além disso, ao estabelecer o hábito é possível estimular comportamentos saudáveis, como a prática de exercícios físicos e alimentação balanceada.

Importante ressaltar que os hábitos alimentares de uma pessoa se formam na infância e tanto os pais como a escola têm um papel fundamental nessa questão. “Temos a importante missão de transformar essa situação em algo prazeroso e agradável para nossos pequenos”.

     A formação de bons hábitos está diretamente ligada à rotina. Portanto, veja a seguir dicas úteis para estimular o comportamento saudável dos pequenos:

  1. Estabeleça horários e uma rotina alimentar para a criança;

  2. Evite oferecer alimentos nos intervalos das refeições, isso acaba criando a vontade de beliscar durante o dia;

  3. Evite recompensas, chantagens e brincadeiras com o objetivo de fazer a criança comer. A alimentação deve ser algo agradável e não forçado. Jamais use castigos ou punições;

  4. Coma mais comida de verdade, teste receitas, pratique com a criança a cozinha terapia;

  5. Experimente novos sabores, novas texturas, novos temperos;

  6. Diversifique sua alimentação. Monte um prato colorido;

  7. Plante uma hortinha, ensine a criança a plantar, a cuidar;

  8. Dê autonomia à criança e delegue responsabilidade. Explique a importância de cada alimento e suas funções no organismo;

  9. A hora da refeição é sagrada! Desligue a TV, o tablet e o celular;

  10. Pratique o Comer Consciente, a mastigação lenta, saboreando os alimentos.

 

        Nenhuma mudança ocorre do dia para a noite. O importante é retomar a rotina de forma consciente e incluir hábitos saudáveis dia após dia.

Dica da Nutri

Imunidade

Por Ana Paula Marques

O Inverno está chegando, e junto dele os resfriados, gripes e alergias respiratórias. Por isso, na dica deste mês vou mostrar como é possível dar uma força para a imunidade de nossos pequenos.

Uma boa alimentação, hidratação diária, sono regular e atividade física (jogar bola, andar de bicicleta) ajudam a fortalecer todo o sistema do corpo humano e auxilia na renovação das células.

O que comemos pode ajudar a fortalecer ou enfraquecer nosso sistema imunológico. Os anticorpos e todo nosso processo de defesa imunológica dependem do bom estado nutricional.

O nosso corpo necessita de vários nutrientes para nos manter saudáveis: carboidratos, proteínas, lipídeos (gorduras), vitaminas e minerais.

Uma boa sugestão é um prato bem colorido, quanto mais colorido, maior é a diversidade de vitaminas e minerais. E não utilize estas informações somente nessa época, mantenha sua alimentação equilibrada o ano todo, principalmente a dos nossos pequenos!

 

Alguns alimentos que auxiliam a imunidade:

 

Vegetais verdes escuros: brócolis, couve, espinafre - auxiliam na formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo.

 

Oleaginosas, leguminosas e sementes: Castanha-do-pará, castanha de caju, nozes, amêndoas, leguminosas como feijão, ervilha, lentilha, grão-de-bico, além das sementes como chia e linhaça, são ricas em zinco e selênio e tem um importante papel na defesa do organismo. Esses grãos também possuem grande quantidade de vitamina E, um composto que atua como antioxidante e favorece o desenvolvimento do sistema imunológico.

 

Frutas cítricas: ricas em Vitamina C (acerola, abacaxi, laranja, limão, tangerina e morango), esses alimentos são ricos em antioxidante, aumentam a produção das células de defesa, que tem efeito sobre as bactérias e vírus e assim, melhoram nossa resistência a infecções.

 

Gengibre: auxilia no fortalecimento do sistema imunológico, tem propriedades antissépticas, antibacterianas, anti-inflamatórias. Além de ajudar a aquecer o organismo.

Alho e cebola: auxilia no fortalecimento do sistema imunológico, tem ações antioxidantes, bactericidas, anti-inflamatórias. A melhor forma de inseri-los na alimentação é através do tempero na comida, que passa praticamente imperceptível pelo paladar infantil.

Mel: ação bactericida e antisséptica. Mas, atenção! O mel não deve ser fervido para que não perca suas propriedades e não deve ser oferecido para menores de 2 anos.

Própolis: é rico em vitaminas e minerais, fortalece o sistema imunológico, com ação, antioxidante e antisséptico. Mas, atenção! Para as crianças, utilize o própolis sem álcool e sempre com orientação de um médico ou nutricionista.

Desenvolvido por LabCriative - Copyright 2016 - Todos os direitos reservados